Missões Nacionais

 

Vivendo Missões 

       É uma grande alegria estarmos juntos mais uma vez em uma campanha missionária, uma jornada de despertamento espiritual e evangelização da nossa Nação. Um período tão especial do ano, que deve ser vivido por toda igreja com total entrega e paixão. Para isso, ao nos prepararmos para mais uma Campanha de Missões Nacionais, precisamos entender que existem alguns aspectos fundamentais para o avanço da obra missionária que são responsabilidades de todos nós, cristãos.

    O primeiro deles é a necessidade de transmitir às novas gerações a visão, os valores e os princípios missionários. A perspectiva bíblica de missões precisa ser disseminada entre os mais novos para garantir que todo este movimento não morra daqui a alguns anos. Outro aspecto que precisa receber grande atenção é o despertamento de vocacionados para o campo missionário. Precisamos estar sensíveis àqueles que têm interesse de dedicar mais de suas vidas nesta obra e é nosso papel incentivá-los a seguir em frente e a viver uma experiência radical pelo Brasil. O terceiro aspecto que podemos citar é a necessidade de orar, interceder e clamar ao Senhor, especialmente por mais trabalhadores para a seara e pela oferta para o sustento dos missionários. Sem o poder de Deus, nada do que façamos surtirá efeito.

     Esses aspectos precisam estar claros e refletir em toda a vida da Igreja. Entendendo a nossa responsabilidade nesta engrenagem missionária, o tema deste ano vai muito além de um tema para campanha. É uma afirmação da nossa fé, a base da vida cristã. Só Jesus Cristo salva. Em nenhum outro há salvação. O Filho de Deus é a nossa única esperança. Só o Salvador deu a vida por nós na cruz do Calvário. Foi Ele quem se doou na cruz e essa mensagem precisa chegar para aquelas pessoas que estão no interior da Amazônia, no Sertão do Brasil, no Centro-Oeste, no Pantanal, no interior do Paraná, nas ruas das cracolândias, nos presídios, ou seja, precisa chegar a todos e essa é nossa missão: levar a mensagem do evangelho com amor a todas as pessoas em todos os lugares.

       Enquanto não chegarmos ao último brasileiro com e mensagem preciosa do evangelho da graça de Deus, esta oração será refeita: “Salve Deus a minha Pátria, minha Pátria varonil. Salve Deus a minha terra, salve a terra do Brasil”.

       Que o Senhor faça arder em nosso coração um imenso amor pela Pátria, como foi o da geração de Batistas que nos antecedeu. Olhando para a história, vemos que esses gigantes do passado se mobilizaram de maneira extraordinária para feitos que até hoje nos inspiram, como nas memoráveis campanhas “Cristo, a única esperança” (1965) e “Só Jesus Cristo salva” (1980), as quais buscamos reproduzir nesses últimos dois anos. Nosso clamor é que Ele faça novamente, em nossos dias, um grande movimento de oração e evangelização, como o que nossos precursores já realizaram.

     Orem, ofertem, participem das ações evangelísticas, façam uma viagem missionária, vivam missões! Contamos com você. A obra tem avançado e nós vamos continuar avançando juntos! Deus seja louvado!

 

Adaptado da revista Missões Nacionais 2022

Por Camila Gonçalves - Promotora de Missões.

REVISTAS

Captura de tela 2022-09-14 095131.png
Captura de tela 2022-09-14 095435.png
Captura de tela 2022-09-14 095348.png
Captura de tela 2022-09-14 095316.png

Envie sua oferta

lOGOO_NOVA-LOGO-2.png