Sobre nós

Nossa História

 

HISTÓRICO DA IGREJA BATISTA EM GUARABU

     

     A Igreja Batista em Guarabu tem a sua origem em um grupo de irmãos da Primeira Igreja Batista da Ilha do Governador (Zumbi), quando estes resolveram formar uma congregação. A reunião histórica para esse objetivo aconteceu no dia 06 de março de 1963, às 20 horas, na casa do irmão Antônio Loureiro Nelas, à Rua Tramandaí, 65.


       A relação dos irmãos que participaram da referida reunião é a seguinte: Antônio Loureiro Nelas, Antônio de Santana, Deoclécio Freitas, João Alves do Nascimento, José Carlos Freitas, Paulo Freitas, Ruth Freitas, Sebastião Américo Filho, Ruth Freire dos Santos, Dinamar Freitas Loureiro, Laurides Gomes Freitas, Maria Aguiar, Maria Elizabeth Freitas, Noemia Freire dos Santos, Amélia de Santana, Maria Niedhardt, Evanilde Holanda Silva, Dario Miranda Silva, Aidê Paz do Nascimento, Maria Antônia Niedhardt, José Thomaz Niedhardt, Manoel Gomes Pacheco, Jathir Freire Santana, Maria Antonia Niedhardt, Digna Freitas, Gilberto José da Silva e Ilda do Amaral Silva.


      Face algumas dificuldades na Igreja de origem esse grupo de 27 irmãos resolveu então pedir suas cartas para a Igreja Batista de Itacolomi, que oficializou a congregação, denominando-a de Congregação Batista de Itacolomi, tendo sido também decidido que a sede provisória seria a Rua Tramandaí, 65, na casa do irmão Antônio Loureiro Nelas.


      Na sessão extraordinária da Congregação Batista de Itacolomi, realizada no dia 6 de outubro de 1963, a congregação decidiu, por maioria dos votos, que o nome da futura Igreja seria Igreja Batista de Guarabu, tendo sido anexado à ata um recibo de sinal e principio de pagamento da compra do lote de terreno nº 26 (vinte seis), da quadra Nº 114, situado à Rua Vístula, esquina com a Rua Crundiúba, na Ilha do Governador.


       Na sessão extraordinária realizada no dia 18 de outubro de 1964, foi votado que se convidasse o Pastor Washington Antenor de Souza para ser o pastor interino da Congregação, até que se fizesse a escolha definitiva do novo pastor.


        O culto de organização da Igreja aconteceu no dia 14 de novembro de 1964, às 20 horas, abrindo-se o mesmo com o cântico do hino e explanação dos motivos da reunião por parte pastor Washington Antenor de Souza, o qual, após fazer um histórico da congregação, solicitou que fossem contados os representantes das Igrejas presentes à cerimônia. 


      Estiveram representadas na reunião as seguintes Igrejas, com seus respectivos membros: Primeira Igreja Batista da Ilha do Governador (6); Igreja Batista de Bonsucesso (20); Igreja Batista de Tauá (35); Igreja Batista de Cascadura (5); Igreja Batista do Rocha (2); Igreja Batista Central de Volta Redonda (2); Igreja Batista Memorial de Brasília (2); Igreja Batista de Fragata RS (1); Igreja Batista de Ijui RS (1); Igreja Batista de Itacolomi (34) (além dos membros da Congregação); Igreja Batista de Neves (1); Presentes, portanto, cento e nove (109) representantes das diversas Igrejas acima citadas.
      

      Além do pastor Washington Antenor de Souza esteve também presente no culto o Pastor João Figueiredo. Deste modo, foi consultada a Congregação e os representantes das Igrejas presentes sobre a formação do Concílio para a organização em Igreja da Congregação Batista de Itacolomi, tendo sido proposto, apoiado e aprovado o concílio, sendo eleito para presidir o mesmo o pastor Washington Antenor de Souza; para secretário o irmão Seminarista Ubiraci Dutra Gusmão; para a leitura do pacto das Igrejas Batistas, o irmão diácono Enito Pinto; para orador oficial o pastor João Figueiredo, da Igreja Batista de Tauá; para oração o irmão diácono Cleber Tomaz; para examinador o pastor João Figueiredo.  Todos os nomes apresentados pelo presidente do concílio foram aceitos pelos presentes por unanimidade.

      

        Foi iniciado o Concílio com a leitura pelo secretário dos nomes dos 58 (cinqüenta e oito) irmãos que comporão a nova Igreja e cujas cartas de transferências seriam enviadas pela Igreja Batista de Itacolomi (mãe), da qual os irmãos faziam parte: Ailton Passos Alves; Amélia Amaral Santana; Ana Luíza Parucker; Antonia Felipe de Oliveira; Anayde Silva Vasconcelos; Antonio de Santana; Antonio Maria Cruz Loureiro Nelas; Aristides de Souza Leite; Camilo Olimpio de Oliveira; Carlos Ribeiro; Creuza Duarte; Dario Miranda Silva; Deoclecio Freitas; Digna Freitas; Dinamar Freitas Loureiro; Dilceia da Silva Dias; Evanilde Holanda Silva; Eledir Guimarães Dias; Eunice Araújo Leite; Faustino Arguêlho Felix Wilhelm Niedhardt; Gilberto José da Silva; Geny Freire de Araújo; Guigo Figueira; Haydê Paz Nascimento; Herminda Paula Alves; Ilda do Amaral Silva; Ilse Ichonfelder; Iracy Rosa Pedroza; Jathir Freire de Santana; João Alves Nascimento; José Carlos Freitas; José Dias da Silva Filho; Jureni Oliveira da Silva; Laurides Gomes Freitas; Lauzira Pedroza Lima; Lídia Pinheiro Freitas; Manoel Gomes Pacheco; Margarida Lourenço da Silva; Maria Aguiar; Maria Antonia Niedhardt; Maria da Conceição; Maria Elizabeth Freitas; Maria Niedhardt; Marly Parucker; Moisés Charles Pedroza; Noemia dos Santos; Neuza Parucker; Paulo Cezar Leite; Paulo Freitas; Ramona Arguelho; Ruth Freire dos Santos; Ruth Freitas; Ruth Gomes Parucker; Ruth Satter Figueira; Talita Ribeiro de Almeida; Walter da Silva Tavares; Walter da Silva Pinheiro
       

         Todos estes irmãos, ao serem mencionados os seus nomes, levantaram-se e recitaram um versículo da palavra de Deus. A seguir, o presidente deu a palavra ao pastor João Figueiredo para proceder ao exame da Congregação Batista de Itacolomi, o que foi feito, e as respostas dadas, com sabedoria e precisão, convenceram o Concílio a aprovar a abertura de mais uma Igreja do Nosso Senhor Jesus Cristo.
        

        Após o exame, o presidente deu a palavra ao irmão diácono Enito Pinto para a leitura do Pacto das Igrejas Batistas, o qual foi acompanhado de todos os irmãos que faziam parte da nova Igreja, permanecendo de pé durante todo o tempo da leitura.
           

         Terminada a leitura do Pacto das Igrejas, foi convidado o irmão diácono Cleber Tomaz para elevar aos céus súplicas a Deus pela Igreja recém organizada no Guarabu. Já na parte final, o presidente convida o pastor João Figueiredo para assumir o púlpito e trazer a mensagem de Deus à Igreja recém organizada.
     

         Na mensagem apresentada, baseada em Atos 9:31, o orador pregou uma vibrante mensagem, deixando bem claro a responsabilidade que cada um dos membros em particular, e a Igreja em geral ali presente, têm na evangelização do bairro (Ilha do Governador). Finalizando, o pastor João Figueiredo, na condição de Pastor da Igreja Batista de Tauá e Presidente da Associação das Igrejas Batistas da Ilha do Governador, congratulou-se efusivamente com a nova Igreja.
          

         O presidente assume a direção para dar prosseguimento ao programa, dando oportunidade à irmã Ruth Freitas para que esta declamasse uma poesia (Gratidão a Deus), de autoria do irmão Antonio Loureiro Nelas, como louvor a Deus pela vitória alcançada por este grupo de irmãos.
         

        A seguir foi entoado um solo pelo ir. Jamir, da Igreja Batista de Bonsucesso.  Com a palavra novamente, o presidente deu mais alguns esclarecimentos à Igreja e aos presentes, franqueando a palavra aos representantes das Igrejas para quaisquer esclarecimentos. Aproveitando a oportunidade, o representante da Igreja Batista de Neves, em São Gonçalo, desejou, em nome de sua Igreja, felicidades à Igreja Batista de Guarabu. O presidente agradece e convida o quarteto Triunfal, da Igreja Batista de Cascadura, que com sua participação, entoando um belo hino, cooperou neste programa tão inspirativo. Cooperou, também, o quarteto do Seminário do Sul, apresentando dois belos hinos e, no encerramento da cerimônia, foi convidado para apresentar um número especial o Coro da Igreja Batista de Itacolomi.
           

          Finalizando, o presidente agradece em nome da Igreja Batista de Itacolomi, que fundou e patrocinou este trabalho, e em nome da nova Igreja Batista de Guarabu, a todos os presentes a esta histórica reunião. Assim sendo, o concílio foi dissolvido com o cântico do hino nº 60 (sessenta), às 21h30min. Assinaram a ata de organização o Presidente e o secretário do Concílio, na cidade do Rio de Janeiro, Estado da Guanabara, em 14 de novembro de 1964.

           Observação: Os nomes em negrito representam irmãos presentes no rol de membros atual.

           

            Pastores da igreja:

            Washington Antenor de Souza (interino) – 18/10/64
            Pedro Litwinzuck -  06/12/64
            Sergio Marques Garcia – 13/08/70
            José Alves Barbato – 09/04/83
            João Batista de Castro – 15/09/84
            José Alves Barbato – 19/05/91 (Interino)
            Rubem Cléviton Lota – 02/08/96
            Clayton Alvim de Medeiros – 20/07/04
            Josué Valandro de Oliveira – (Interino) 08/08
            Ivan Xavier – 25/11/08 (pastor atual)

nossos pastores:
Ivan Xavier

Pastor Presidente

Luiz Cláudio Robaina

Pastor dos Jovens e Adolescentes

Ministério Atos

IGREJA 
BATISTA EM 
   GUARABU

21 2463-1166

ibguarabu@gmail.com

Rua Crundiúba, 355 - Jardim Carioca

Ilha do Governador  - RJ

21931-500

  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon

©2020 by Igreja Batista em Guarabu.